free web tracker

Fundador

Fundador

Há quem diga que as pessoas já nascem com uma missão. A de Alex Caetano, líder do grupo de oração Aliança Eterna, talvez seja transformar vidas através da aproximação com o sagrado. É o que vem fazendo, desde a década de 90, com as reuniões que levam à igreja um número impressionante de fiéis.

Uma repercussão que causa surpresa ao próprio Alex. “Pois é. Eu não esperava. Para mim está sendo algo novo e eu não tinha a dimensão de onde isso ia chegar. A gente começa uma coisa, claro, a gente espera tudo de bom, mas não esperava que fosse ser isso tudo. A quantidade de gente que me aborda na rua e que vai dizendo: ‘olha, está sendo bom, eu estou conseguindo crer mais, eu estou conseguindo ter mais ânimo pra tocar minha vida… Então, isso é tudo, não é?”, comenta.

Figura carismática, Alex Caetano começou sua vida religiosa muito cedo, aos 8 anos, quando foi coroinha na paróquia de Barcelos. Ele acredita na busca pelo conhecimento como fundamental na atividade que desenvolve hoje. “A gente vai fazendo alguma formação dentro do que a própria igreja nos oferece. Eu faço Teologia. Mas eu tive oportunidade de fazer outros cursos para poder ter maior entendimento da Palavra de Deus e da Doutrina também, mas contamos principalmente com a graça de Deus, que nos acompanha”, revela.

Começo – Foi quando conheceu o movimento da Renovação Carismática, em Barcelos, na década de 80, que os caminhos começaram a se abrir. “Comecei a me aprofundar mais sobre esse movimento do Espírito Santo dentro da igreja. Em 1997, comecei com um grupo de oração, na igreja de São Francisco, na 13 de Maio. aí começou a dar muita gente. Ficou pequeno. Aí fomos para o Salesiano, onde ficamos por 18 anos, mas que também ficou pequeno, e aí fomos para o Sagrado Coração de Jesus, onde estamos hoje, na Rua Riachuelo. Agora, em janeiro, está fazendo um ano que nós tivemos necessidade de mudar para um espaço maior”, comenta o líder, que tem precisado colocar um telão fora da igreja, que comporta mil pessoas sentadas, além de cadeiras extra.alex2

As reuniões do Aliança Eterna duram duas horas e, embora aconteçam na igreja, não substituem o ritual da missa. “Há uma grande diferença. A missa é a maior oração. O grupo de oração é um chamado para agregar pessoas que estão afastadas para que voltem a uma caminhada na própria igreja”, explica, falando também sobre o conteúdo do programa: “Tem a palavra de Deus, reflexão sobre a bíblia, tem música, momentos de oração e acolhimento”.

Uma equipe está por trás de toda a dinâmica, que também envolve música.  “Vamos colocar o telefone à disposição para que a pessoa possa pedir preces.

“Mais forte é aquilo que nos une. Não o que nos separa”, diz o fundador do grupo. E de união de pessoas ele já provou ser bom entendedor.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: diarionf.com

Compartilhar